Nipónicos desenvolverão uma nova plataforma específica para carros elétricos. As baterias terão mais autonomia utilizando eletrólitos sólidos.

A Toyota está neste momento a trabalhar num carro elétrico com uma nova tecnologia de baterias que promete aumentar a autonomia e reduzir os tempos de carga de forma significativa. Este modelo está previsto para 2022, em primeira instância apenas em território japonês. De acordo com o jornal Chunichi Shimbun, para o efeito, será criada uma plataforma específica. As baterias com eletrólitos sólidos (que proporcionam maior densidade de energia) substituirão os líquidos atualmente utilizados nas convencionais baterias de iões de lítio, por razões de segurança. Estima-se que estas novas baterias consigam armazenar o triplo da energia comparativamente com as de iões de lítio e que têm maior longevidade.

A Toyota ainda não confirmou esta notícia, mas recorde-se que em 2016 já tinha manifestado intenção de investir em novas baterias ao anunciar uma nova divisão de carros elétricos.

A ofensiva de elétricos da marca nipónica arrancará em 2019, altura em que começará a produzir este tipo de modelos a larga escala na China. O primeiro elétrico da Toyota será um derivado do C-HR, que contará com um conjunto de baterias (ainda de iões de lítio, o que garantirá cerca de 300 km de autonomia) na base do carro.

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes